Fecha
Turismo

SETUR reúne trade para discutir propostas para o enfrentamento da crise no setor turístico maranhense

A Secretaria de Estado do Turismo (SETUR-MA) reuniu, através de videoconferência, nesta quarta-feira, 25, representantes de entidades do turismo, superintendentes de bancos e o Procon para tratar sobre a crise e discutir propostas de superação para o setor hoteleiro, agências e receptivos, bares e restaurantes, dentre outros.

Na pauta foram discutidas ações governamentais, facilidade de acesso ao crédito para empreendedores, a revisão de questões tributárias, campanhas promocionais e parcerias entre os segmentos.

A reunião foi aberta e conduzida pelo secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, que repassou informações e procedimentos que estão sendo realizados pelo Governo do Estado. “Precisamos trabalhar de forma unida para evitar a proliferação da doença. O Governador também está empenhado em viabilizar medidas emergenciais para garantir o apoio ao setor, que é um eixo importante para o desenvolvimento econômico, com a geração de emprego e renda”, informou o secretário.

As maiores preocupações do trade turístico são com o retorno das atividades, a reabertura do comércio, saúde, desemprego, calendário de eventos, estratégias de promoção e divulgação dos destinos maranhenses.

Uma das demandas foi a de uma campanha publicitária digital incentivando a remarcação das viagens e a promoção dos nossos destinos na vitrine para comercialização posterior. “O Maranhão que estava batendo todos recordes no turismo com captações de investimentos e ações estruturantes agora precisará se reinventar. É momento de nos resguardarmos mas podemos, por exemplo, viajar sem sair de casa baixando o aplicativo maranhão de encantos, podemos planejar futuras viagens e continuar lembrando do nosso destino” reforçou o gestor Catulé Junior.

Segundo o presidente da ABAV-MA, Jansen Santos, a reunião foi de grande importância para na discussão de providências para superação da crise. “Vivemos uma crise mundial já instalada e estamos adotando medidas para amenizar o caos no setor. Nesse sentido, essa reunião foi esclarecedora, pois todos nós do trade estamos com a sensação de incertezas por conta da crise, porém o secretario Catulé Júnior, nós passou segurança, onde afirmou que o Governo do Estado está conosco”, frisou.

Crédito facilitado

Os representantes da Caixa Econômica e Banco do Brasil explicaram sobre linhas de credito, renegociação de dívidas, diminuição da taxa de juros e pausa nos pagamentos de financiamentos.

O superintendente da Caixa Econômica Federal, Antonio Nayrton, explicou sobre os 60 dias de isenção para contratos habitacionais e comerciais com empréstimo ativo e das linhas de credito como o Fungetur (Fundo Geral de Turismo). A contratação do crédito é permitida aos prestadores de serviços que estejam devidamente inscritos no Cadastur.

Já o superintendente do Banco do Brasil, Evandro Mendes, disse que a instituição também está trabalhando firme, no sentido de favorecer o micro e pequeno empresário estendendo linhas de créditos e renegociando dividas com aumento do escalonamento para débitos em até 100 meses.

Por fim, após abrir dialogo e ouvir contribuições, o secretário Catulé Júnior, colocou-se à disposição do trade e adiantou algumas propostas em curso que serão confirmadas nos próximos dias. “Irei articular flexibilização dos pagamentos de impostos das empresas ligadas ao turismo, solicitar lote vacinação para o trade, daremos prosseguimento às campanhas promocionais e vamos nos ajudar e superar a crise”, destacou o secretário.

O encontro contou com a participação 27 profissionais, sendo empresários do setor hoteleiro e receptivo, representantes do setor bancário (Caixa Econômica e Banco do Brasil), Sindicato Empresarial de Hospedagem, Alimentação do Maranhão (Sehama), Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Maranhão (Sindbares), Associação de Bares e Restaurantes da Avenida Litorânea (ASLIT), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Maranhão (ABIH – MA), Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav – MA e Nacional), Sindicato dos Trabalhadores em Hospedagem, Gastronomia e Turismo de São Luís (Sindehotéis-MA), Sindicato dos guias de Turismo (Sidegtur) e o Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (PROCON).

Tags : Catulé Junior