Fecha
Réveillon

Réveillon 2019: Veja o significado de cada alimento indispensável na ceia da virada

Não basta pular as sete ondinhas e nem usar uma cor que corresponda ao desejo de Ano Novo. Para ter sorte no ano que chega, é preciso, segundo reza a tradição, escolher muito bem os itens da ceia da virada. “Tradição e superstição são marcas de uma cultura e caminham lado a lado. Em geral, uma pessoa supersticiosa não arrisca mudar uma tradição por receio de que algo dê errado. Não há um embasamento científico para justificar essa atitude, porém, no campo pessoal da fé, quase tudo pode ser justificado”, explica a psicóloga Celiane Chagas, do Hapvida Saúde.

De olho na tradição, os supermercados se preparam, com antecedência, para atender à demanda de alguns produtos específicos. Neidiane Pozzer, gerente do supermercado Mateus Cohama, conta que, em dezembro, o estoque desses produtos contou com um incremento de 20%, na comparação com os outros meses do ano. “Percebemos que há uma procura maior por produtos como a carne de porco, a lentilha, a pescada amarela, o camarão cinza e os espumantes. Então, nós nos preparamos e ficamos atentos à reposição”, revela. Somente na loja em que Neidiane trabalha, a expectativa é de que as vendas tenham um crescimento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado.

Bateu a curiosidade sobre quais alimentos preferir usar na ceia de réveillon? Então, veja só essa lista e boas compras!

 

Lentilha

 

Ela pode não carregar mais tanta semelhança assim com uma moeda, mas está sempre na mesa de Réveillon representando dinheiro, fartura e prosperidade. Dizem que uma colher de sopa bem cheia, nem que seja no cantinho da mesa, é suficiente nessa missão. É também grão de origem asiática, mas de superstição vinda da Itália, que brasileiro nenhum conseguiu colocar abaixo ao longo dos tempos. Tem  o benefício nutricional de reduzir o colesterol. Ainda oferece vitaminas B9 e B6, além de fibras e proteínas.

 

Uva

Comer uva é parte de um ritual que começa na escolha da fruta. Sim, ela precisa ter sementes. Depois disso, já na virada do ano, a crença portuguesa diz para comer uma quantidade relacionada ao número de sorte. Isso varia por pessoa. Na sequência, vem o mais importante: guardar os caroços na carteira até o ano seguinte, como forma de atrair dinheiro. Se não resultar em nada, os nutricionistas garantem que, pelo menos, a pessoa estará ingerindo flavanoides, que facilita o fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos.

 

Carne de porco

Muitas culturas dizem para colocar o porco no centro da festa porque eles simbolizam o progresso. O tamanho de um porco inteiro também representa a abundância.

 

Romã

Em algumas culturas, a fruta é símbolo de pureza e fertilidade. Motivo de ser pedida obrigatória de quem quer ter um bebê no novo ano. Isso sem falar que é mais uma opção relacionada à preservação da semente, como acontece na superstição das uvas.

 

Nozes, avelãs e castanhas

Embora não sejam tão acessíveis pelas bandas de cá, elas costumam aparecer aos montes nesta época do ano durante os encontros da ceia. É que muita gente se esforça para ter um item tão coringa assim na mesa e, porque não, garantir a fertilidade do novo ano. É costume de origem árabe que, embora tenha alto valor calórico, em quantidades comedidas ajuda no combate do envelhecimento precoce das células do corpo. A castanha do Brasil (Pará), por exemplo, é rica em selênio e ajuda a glândula a tireoide a trabalhar melhor. Já o Avelã é rico em magnésio e em gordura insaturada, que contribuem para reduzir o mal colesterol LDL e aumentar o bom HDL.

 

Peixes

Muitas culturas acreditam que os peixes trazem boas vibrações. Os japoneses acreditam que eles são um símbolo de fertilidade por conta de sua capacidade de produzir toneladas de ovos. Os suecos também comemoram a virada do ano com uma abundância de frutos do mar, incluindo pratos em conserva.

 

Arroz

Quem estranhar a presença do arroz na lista, deve logo perguntar seus benefícios místicos à noiva mais próxima. O ato de jogá-lo na cabeça dos recém-casados é o mesmo que desejar riqueza, abundância e, mais uma vez, fertilidade ao novo casal. A história conta que essa superstição surgiu na Coréia, onde se acreditava na sorte trazida pelo seu consumo frequente. E, o mais curioso: eles também tinham o costume de comer alimentos brancos na comemoração da virada.

 

Espumante

Não tem bebida mais propícia à celebração do que espumante. Só o ato de abrir a garrafa é uma festa. Quanto mais longe a rolha parar, mais sorte no novo ano. É mesmo um símbolo de felicidade. Há até quem prefira reforçar toda essa boa vibração com a crença dos três goles e um desejo no intervalo de cada um.

Tags : Moda Réveillon