Fecha
Moda

Mercado de roupas festas e noivas se diversifica em São Luís com novas opções

A empresária Luma Silva, na sua loja Oui La Vie, com uma de suas amigas e clientes Thayane Evangelista. (foto Kayo Sousa)

 

Todo mundo sabe que final de ano é a época que mais concentra festas e movimenta o mercado de aluguel de roupas. Neste período, acontecem desde as tradicionais confraternizações, passando por formaturas, casamentos, até batizados.

E São Luís, nesta passagem de ano atendeu bem este mercado com novas opções e mais antenado do que nunca, como foi o caso da loja de locação Oui La Vie, da empresária Luma Silva. Com uma ampla e belíssima loja no bairro do Cohafuma, em ambiente projetado pelo arquiteto Roby Macedo, a Oui La Vie foi inaugurada em novembro do ano passado, para atender o segmento de moda noivas e festas feminino e masculino com serviço de aluguel e venda.

A loja possui exclusividade em marcas como Pronovias, St. Patrick e Rosa Clará, que sempre estão apresentando novidades no mundo todo, com modelos exuberantes, que encantam com tendências para noivas de todos os gostos.

A propósito, Luma Silva já comemora o sucesso da loja que, em menos de dois meses ganhou o gosto do público e está recebendo clientes não só de São Luís mas de todo o Estado:“Investimos em marcas e produtos que, além de exclusivos, agradem ao gosto do cliente mais exigente”, afirmou Luma.

Mercado crescente e diversificado

O aluguel de roupas de festa já é um serviço bem conhecido. Agora, no entanto, a tendência está sendo ampliada para outros segmentos, como sapatos, joias, bijuterias e até roupas casuais, moda gestante, enxoval de bebê, malas e casacos para viagem. O comportamento faz parte do conceito de economia compartilhada, em que a posse permanente é substituída pela temporária.

O consultor de varejo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Cláudio Goldberg, explica que o surgimento do novo modelo de negócio acompanha o avanço da tecnologia, a qual modifica a maneira com que as pessoas se relacionam e consomem. Uma pesquisa da MindMiners, com millennials — pessoas de 18 a 32 anos — mostrou que os principais motivos apontados para utilizar produtos ou serviços de economia compartilhada são o custo reduzido e a praticidade.

Tags : Oui La Vie