Fecha
DESENVOLVIMENTO

Maranhão pode ser beneficiado com a remineralização da água do mar para consumo

Maranhenses conhecem de perto o processo de dessanilização do mar Mediterrâneo para abastecer toda Israel.

 

Baseado no fato que a água é essencial para tudo e que a vida de um estado em que boa parte de seu território tem características do sertão ou mesmo apresenta problemas no quesito distribuição de água e gerenciamento do sistema de esgoto, o Governo do Estado do Maranhão está em busca de novas alternativas.

Em Israel, na sede da usina  IDE Tecnologies, a 15 quilômetros ao sul de Tel Aviv, nesta terça-feira, 13, o assunto foi tratado entre o vice-governador Carlos Brandão e o economista Geraldo Carvalho, em visita ao diretor de vendas da empresa, Dror Aloni.

Na reunião, deram prosseguimento às negociações já iniciadas na primeira ida a Israel, no início do ano, visando beneficiar a população do Maranhão. O interesse foi despertado no governo Flávio Dino porque a tecnologia israelense viabiliza o processamento do litro de água por um preço muito menor do que é disponibilizado no mercado.

Por meio da osmose reversa, cerca de 80% da água potável consumida pela população israelense vem do mar. “O Maranhão reúne, portanto, perfeitas condições para utilizar a mesma tecnologia dessa informação”, concluiu Geraldo Carvalho.

O expert da IDE Tecnologies, Dror Aloni, explica ao vice-governador Carlos Brandão e ao economista Geraldo Carvalho a técnica da osmose reversa.

 

Aloni ressaltou que fazer a boa distribuição de água com os difusores também garante  melhor saúde para a população através da remineralização da água e alertou: “Água com muito sal é água corrosiva”, ao defender a tese de que o próprio ciclo da natureza se encarrega de reestabelecer o equilíbrio marinho após a devolução de parte da água que já passou pela dessanilização já ao mar.

Pensar novos parâmetros para a tecnologia da inovação, a segurança, a cibernética, a agricultura e a segurança hídrica irá nos levar a patamares mais elevados de eficiência de gestão”, garantiu Carlos Brandão.

Tamanho sucesso nas empreitadas israelenses é fruto de séculos de estudo, cooperação entre universidades locais e empresas privadas, apoio do governo israelense e realização de conferências especializadas, para setores específicos de atuação social. “A necessidade e os desafios fazem a invenção”, resumiu Aloni.

 

Tags : Governo do Maranhão