Fecha
GERAL

ABAV repudia matéria “Maioria dos brasileiros dispensa agências para viajar” da Band

Magda Nassar, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-Nacional) (foto divulgação)

 

 

A Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-Nacional) distribuiu nota a seus associados e a imprensa especializada comunicando que esteve ontem o dia todo em contato com a chefia de reportagem da TV Bandeirantes,  pleiteando espaço de resposta à matéria intitulada “Maioria dos brasileiros dispensa agências para viajar”, veiculada no último sábado, 24, pelo Jornal da Band e replicada nesta segunda-feira, 26, pelo UOL. Segue na integra a nota da ABAV-Nacional:

“Em contato com a assessoria de imprensa da ABIH-RJ, a informação que nos foi passada é de que o dado utilizado não foi validado pela entidade.  Consultamos igualmente a ABIH Nacional e o Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), que da mesma forma negaram a existência de qualquer pesquisa ou indicativo que direcione ou valide o teor da matéria.

A emissora erra não apenas ao não buscar dados oficiais, como também ao abordar o assunto do agenciamento de viagens, de forma unilateral, sem a participação de porta-vozes das entidades de classe.  Repudiamos a disseminação de informações veiculadas sem embasamento e fontes fidedignas.

Falando em nome das 2,2 mil associadas em todo o Brasil, a ABAV tem reiteradamente divulgado que as agências de viagens  respondem por cerca de 80% de todas as vendas do setor de viagens no Brasil, distribuídas entre pacotes turísticos (90%), passagens aéreas internacionais (85%), passagens aéreas nacionais (70%), cruzeiros marítimos (75%), hotéis (60%), e locação de veículos (28%). Dados confirmados na apuração do Anuário Braztoa divulgado em março deste ano, com base na movimentação de 2018.

Não procede, portanto, a informação de que “a maioria dos brasileiros dispensa agências para viajar”, como indica a matéria. Muito ao contrário disso, o cenário aponta para uma necessidade cada vez maior da intermediação de uma agência de viagens, na medida em que diante da pretensa facilidade e rapidez da internet e seus múltiplos canais de informação, a consulta de um profissional capacitado ainda faz toda a diferença na experiência de viagem dos consumidores.  

Cinco itens que nos tornam essenciais: 

1 – Praticidade: o agente de viagem tem o conhecimento e as ferramentas necessárias para fazer as pesquisas e indicar as opções que se encaixam no orçamento da viagem;

2 – Especialização: viajar, hoje, vai muito além de conhecer um lugar que milhões de pessoas também visitam. Os apaixonados por viagens estão, constantemente, em busca de experiências diferentes e específicas para vivenciar e guardar na memória;

3 – Consultoria: contar com um agente de viagens pode ir muito além de comprar um pacote, ou fazer uma reserva. Em uma boa conversa com o profissional, ele avalia o perfil do viajante, entende seus hábitos e necessidades, estuda o orçamento disponível e pode dar inúmeras recomendações para tornar uma viagem muito mais especial;

4 – Adaptação: se o interesse do consumidor não for uma viagem de lazer, e sim, de negócios, o agente de viagens pode fazer recomendações para tornar a viagem mais eficiente;

5 – Solução de problemas: você chegou ao hotel e não encontraram a sua reserva? Seu voo foi cancelado? Um desastre natural obrigou o resort a fechar por tempo indeterminado? Não há motivos para se preocupar em falar com cada empresa que compõe a viagem. O agente fará a intermediação no processo de reembolso ou remarcação de datas, conforme a recomendação dos fornecedores contratados, e te manterá sempre atualizado.”

Tags : ABAV

Deixe um comentário